As melhores dicas
estão em nosso Blog

16 de Agosto
Como utilizar recursos audiovisuais em e-mail marketing

O e-mail marketing é uma das principais formas de entrar em contato com os clientes de uma empresa, tendo em vista que, segundo a MarketingSherpa, cerca de 72% dos consumidores acreditam que o e-mail é o melhor canal de comunicação utilizado pelas marcas e empresas. Contudo, como fazer o e-mail marketing se destacar ainda mais dentre os clientes de um negócio?

Dentro das estratégias de produção de conteúdo, muita importância é dada para conteúdos que possuem conteúdo audiovisual, já que eles conseguem capturar ainda mais a atenção dos receptores do e-mail.

Nesse sentido, o artigo a seguir busca demonstrar os benefícios de se utilizar recursos audiovisuais no e-mail marketing, explorando, também, as principais técnicas usadas pelas empresas.

Por que os recursos audiovisuais são tão importantes?

O vídeo é uma das formas de comunicação do marketing que possui grande agilidade e eficácia. Isso porque os recursos audiovisuais podem oferecer resultados importantes, tais como:

 Aumento na taxa de conversões;

> Auxilia na educação dos clientes;

> Amplia a popularidade da marca;

> Melhora positivamente a visão de uma empresa pelos clientes.

 Além disso, existem diversas vantagens que serão abordadas a seguir.

 1) Os conteúdos audiovisuais são mais aceitos

Os vídeos possuem uma característica principal que os tornam extremamente eficientes: eles retêm fortemente a atenção dos contatos de uma empresa, algo que demonstra o peso dos recursos audiovisuais para as estratégias de marketing. O motivo disso decorre do fato de que os vídeos são considerados mais ativos e interessantes do que um simples texto corrido, até porque este exige do receptor do e-mail uma elaboração de raciocínio que, às vezes, pode ser um pouco cansativo ao leitor.

Portanto, quando uma empresa de decoração envia para os seus clientes antigos uma promoção de porta de aço de enrolar, por exemplo, muito provavelmente os consumidores irão dar mais atenção para o vídeo explicativo do produto ao invés do texto que fala sobre a promoção.

 2) Os vídeos promovem uma economia de tempo

Outro item importante que torna os vídeos mais famosos do que os textos é a economia de tempo. Esta característica, por sua vez, pode ser útil tanto para os receptores absorverem o conteúdo quanto para os remetentes. Assim, os recursos audiovisuais são capazes de nutrir o consumidor de informações a respeito de um serviço ou de um produto da forma mais clara possível, tornando didática a compreensão de assuntos mais difíceis.

Com isso, uma empresa que fabrica armário planejado para cozinha, por exemplo, consegue poupar um tempo futuro dos seus funcionários, já que, caso o receptor de um e-mail em texto explicando como fazer o pedido de móvel desejado não entender o conteúdo, ele vai recorrer a esta empresa para sanar suas dúvidas, gastando o tempo da equipe de atendimento.

 3) Os vídeos entregam maior qualidade

Os recursos audiovisuais podem ser considerados uma ferramenta de marketing extremamente penetrante e positiva no processo de engajamento de clientes. Isso porque os vídeos podem ser desenvolvidos através de uma série de ferramentas as quais permitem a criação de formas impressionantes de falar as coisas. Recursos como luzes, músicas, textos verbais e não-verbais são utilizados como uma forma de encantar o cliente. Dessa maneira, os contatos de uma empresa passam a desenvolver um interesse maior pela organização, além de criarem uma imagem mais profissional dela devido ao cuidado empenhado na produção do vídeo.

Essa característica se torna ainda mais poderosa quando aplicada a e-mails personalizados. Assim, uma loja de jardinagem, por exemplo, que envia conteúdos customizados para um cliente que está fazendo aniversário consegue conquistar ainda mais o engajamento dele, permitindo que esse consumidor continue utilizando os serviços da empresa ou, até mesmo, faça uma propaganda espontânea dela para os seus conhecidos e amigos.

Na prática, como utilizar esses recursos?

Entretanto, apesar de todas as vantagens abordadas acima, os conteúdos audiovisuais, por terem uma elaboração mais complexa, precisam ser pensados levando em consideração uma série de aspectos: 

1) Preocupe-se com a duração do vídeo

Os vídeos, apesar de serem muito importantes para chamar a atenção das pessoas, podem perder a sua eficiência caso tomem um tempo muito grande que os espectadores não estão querendo gastar. Por essa razão, indica-se que os vídeos enviados por e-mail para consumidores que ainda estão no topo do funil de vendas tenham uma duração entre 30 a 90 segundos. Durante esse intervalo de tempo, muitas vezes a empresa não precisa se preocupar em sanar todas as necessidades e dúvidas do receptor, mas apenas convencê-lo a consumir o conteúdo da organização e a continuar acompanhando a marca.

Caso uma empresa de portões automáticos, por exemplo, já possui uma grande quantidade de clientes que já conhecem os produtos da empresa, esta pode ampliar a duração dos vídeos de e-mail, indo desde um minuto até meia hora de duração para falar de todas as necessidades que os consumidores podem sanar com tal organização durante a aquisição de um portão. 

2) Explore inúmeras possibilidades

Os recursos audiovisuais dentro do e-mail marketing serão ainda mais eficientes caso todas as suas possibilidades sejam utilizadas e levadas em consideração. Portanto, tendo em vista que a produção de conteúdo audiovisual está se tornando cada vez mais viável, vídeos para diferentes ocasiões podem ser utilizados. Ou seja, empresas de automação industrial, por exemplo, podem fazer uso de vídeos institucionais para apresentar os serviços oferecidos para pessoas que acabaram de entrar no site. Além disso, vídeos voltados a vendas também podem ser enviados com o intuito de mostrar quais são as vantagens dos sistemas automatizados dessas empresas diante dos concorrentes. Este último tipo de vídeo pode ser mais voltado para usuários que já estão mais próximas de efetuarem uma compra, auxiliando no “empurrãozinho” final.

3) Busque incentivar atitudes dos receptores

De nada terão sido úteis os vídeos dentro de e-mail caso eles não incentivem nenhum tipo de atitude por parte do receptor, seja ela passiva ou ativa. Portanto, é interessante sugerir ações a serem tomadas pelo espectador depois dele assistir a um vídeo. Isso pode ser feito através das “call to action”, as chamadas para ação.

Assim, uma call to action pode ser utilizada por uma empresa que produz forros, por exemplo, com o intuito de incentivar o espectador do vídeo a conhecer mais a respeito da marca. Já conteúdos mais voltados para a conversão de leads (potenciais clientes), podem ser desenvolvidos de modo a convidar as pessoas a conhecer a nova linha de produtos de forro de drywall dessa empresa.

Além disso, é bom fazer uso de botões que otimizem a navegação do usuário dentro do e-mail enviado.

 4) Faça o redirecionamento dos usuários

Devido ao fato do e-mail não suportar o carregamento de arquivos muito grandes, é muito difícil conseguir incluir vídeos dentro dos e-mails a serem enviados. Nesse sentido, uma estratégia muito inteligente que pode ser usada é enviar um e-mail para algum receptor contendo uma imagem a qual parece com um player de vídeo clicável. Assim, ao clicar naquela imagem, o leitor do e-mail pode ser redirecionado para páginas do Youtube ou do Facebook que contêm os vídeos.

O benefício dessa ação é que uma marcenaria alto padrão, por exemplo, é capaz de poupar todo aquele tempo de carregamento de um vídeo toda vez que fosse enviar um e-mail para algum consumidor. Dessa forma, essa empresa otimiza o envio de e-mails, leva o receptor a conhecer os seus móveis exclusivos e potencializa as chances de aquisição de produtos por parte dos clientes.

Outra atitude que pode ser tomada é a utilização de GIF’s animados que tentam representar o player de um vídeo. Assim, uma pequena parte do vídeo pode ser apresentada, conquistando a atenção do usuário e o interesse em visualizar aquele conteúdo.

Por fim, a última atitude que uma empresa deve tomar é: a análise dos resultados.

Assim como qualquer estratégia de marketing, o envio de vídeos através do e-mail precisa de uma análise de dados e estatística com o intuito de verificar qual está sendo o verdadeiro poder desses conteúdos.

Portanto, uma empresa que realiza a aferição de equipamentos de medição, por exemplo, pode procurar descobrir qual está sendo a taxa de abertura dos vídeos dentro dos e-mails enviados. Com isso, é possível ver se aquele conteúdo, por exemplo, o qual mostra o processo de aferição dessa empresa está sendo realmente atrativo ou não para as pessoas.

Dessa maneira, utilizando as dicas oferecidas no texto acima, é possível obter grandes resultados através dos recursos audiovisuais nas plataformas de e-mail, colocando uma empresa a frente dos seus concorrentes.

 Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Receba contéudos exclusivos
Baixe Gratuitamente